Demi Lovato – Tell Me You Love Me

Demi Lovato finalmente conseguiu elevar a fasquia. Surge finalmente como o espírito de Motown Soul, que é a referência central na sua vida.

Durante este trabalho são inúmeras as referências a tudo o que um bom álbum de Soul e POP devem conter: boas construções melódicas, bom gosto na escolha de sons, alguns baixos sintetizados (a lembrar Michael Jackson), sintetizadores, guitarras eléctricas, coros bem definidos, apontamentos de sopros, excelente performance vocal do início ao fim.

Neste trabalho, a utilização de conteúdo explicito, torna-a cada vez mais transparente. Ao nível vocal, este álbum é talvez o que se encaixa melhor na sua voz, tanto em extensão como no aproveitamento das suas melhores qualidades. O seu fetiche bem presente (aquele vibrato de “cabra” [sem ofensa ao animal]), sempre bem utilizado, e todas as estiradas que faz nos agudos com a goela bem aberta.

De todos os trabalhos, provavelmente o mais interessante. Especialmente por se distanciar um pouco do padrão do álbum POP que estamos habituados.

Top 2